SEJAM BEM VINDOS

AGRADECEMOS A VISITA!!!!

"Escola é...o lugar onde se faz amigos. Não se trata só de prédios, salas, quadros, programas, horários, conceitos...Escola é, sobretudo, gente,gente que trabalha, que estuda,que se alegra, se conhece, se estima. O diretor é gente, O coordenador é gente, o professor é gente, o aluno é gente, cada funcionário é gente. E a escola será cada vez melhor na medida em que cada um se comporte como colega, amigo, irmão. Nada de ‘ilha cercada de gente por todos os lados’. Nada de conviver com as pessoas e depois descobrir que não tem amizade a ninguém. Nada de ser como o tijolo que forma a parede, indiferente, frio, só. Importante na escola não é só estudar, não é só trabalhar, é também criar laços de amizade, é criar ambiente de camaradagem, é conviver, é se ‘amarrar nela’! Ora , é lógico...numa escola assim vai ser fácil estudar, trabalhar, crescer, fazer amigos, educar-se, ser feliz."
(“A Escola”, poema de Paulo Freire
)

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Dia do Desafio!

NEM A COORDENADORA PEDAGÓGICA FICOU DE FORA!























































































































HISTÓRIA DO DIA DO DESAFIO

No inverno de 1983, quando a temperatura em uma pequena cidade do Canadá chegava a 20 graus negativos, o Prefeito sugeriu que, às 15 horas, todos apagassem as luzes, saíssem de casa e caminhassem por 15 minutos ao redor do quarteirão mais próximo. Era um convite ao exercício do corpo.
Pelo total de eletricidade economizada no momento da caminhada, foi possível estimar o n úmero de pessoas envolvidas na atividade.
No ano seguinte, a experiência foi compartilhada com a cidade vizinha e ambas realizaram a caminhada juntas, na mesma data e horário. Estava lançado o espírito que definiria o programa do Dia do Desafio dali em diante.
O Dia do Desafio passou a realizar - se todos os anos na última quarta - feira do mês de maio, em todo o mundo, e cresce em n úmero de cidades e em total de participantes.

Cronologia

1995 - o SESC São Paulo realiza o evento no Brasil pela primeira vez, em parceria com a TAFISA.

1996 - a prefeita de São José dos Campos - SP traduziu o evento de maneira simples: "é uma grande brincadeira. Faz com que as pessoas se lembrem que a vida não é só trabalho".

1997 - o SESC SP passa a coordenar as atividades do Dia do Desafio para a América Latina, trabalhando em conjunto com as Prefeituras Municipais.

1998 - a cidade de São Paulo participa pela primeira vez do movimento em caráter experimental, como auto - desafio.

1999 - o evento teve um grande crescimento, estabelecendo parcerias cada vez mais sólidas com instituições como UNESCO, ISCA, FISPt, entre outras.

2000 - o SESC SP assume a coordenação do Dia do Desafio em todo o Continente Americano. Além da disputa tradicional, as cidades brasileiras estabeleceram desafios prévios com cidades de outros continentes.

2001 - o Dia do Desafio no Continente Americano estabelece um recorde de participação entre as coordenações do evento, destacando - se em número de cidades e em total de pessoas participantes.

2002 - O Presidente da TAFISA visita o Brasil para conhecer as ações e o desenvolvimento do projeto no continente.

2003 - no Brasil, o projeto de lei n. 1300, do Congresso Nacional, decretou a instituição do Dia Nacional do Desafio, para incentivar a prática diária de atividade física ou esportiva.
DIA DO DESAFIO
O Dia do Desafio foi criado no Canadá e é difundido mundialmente pela TAFISA - The Association For International Sport for All - entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha.
É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde, e acontece anualmente na última quarta - feira do mês de maio, por meio de ações comunitárias.
O SESC SP coordena o evento no Continente Americano.


Palavras do Diretor Regional
É legítimo pensar que as tragédias mobilizem as pessoas. É humano responder com atitudes pessoais e coletivas para apaziguar os sofrimentos alheios. É um exercício doloroso, mas necessário, colocar - se em lugar do outro para compreender a extensão de sua situação.
Diferentemente desses momentos de convulsão e tristeza, há oportunidades diversas para nos empenharmos em uma causa. São momentos de confraternização e compartilhamento por afinidades sociais, esportivas ou religiosas que auxiliam a imprimir nos indivíduos seus vínculos de pertencimento e reconhecimento para uma participação cidadã e que promovem a melhora da auto - estima e da qualidade de vida.
O Dia do Desafio que, em 2010, completa 15 anos no Brasil tem oferecido a oportunidade de mobilização coletiva em torno da atividade física para milhares de pessoas em centenas de cidades espalhadas pelo mundo. Há tempos o espírito de competição vem sendo substituído pelo espírito de cooperação, solidariedade e comunhão porque o bem comum contagia os participantes não somente como membros da coletividade, mas como senhores de suas escolhas e caminhos na própria rotina diária.
Desde 2000, o SESC São Paulo assumiu a coordenação do Dia do Desafio para o Continente Americano. O entendimento de que a vida saudável está intimamente ligada à saúde física e mental das pessoas, assim como nas trocas sociais, corrobora para despertar nos indivíduos um sentimento de responsabilidade pela busca e manutenção de uma melhor qualidade de vida. Esse aperfeiçoamento individual se reflete também na sociedade.
Para o SESC São Paulo, este evento tem almejado mobilizar os cidadãos do mundo por meio da atividade física, lúdica e prazerosa, favorecendo os intercâmbios. Tão legítimo quanto mobilizar pessoas em face das tragédias ou das guerras, é dar - lhes a possibilidade de exercitar a cidadania e integrar - se conscientemente em favor de atitudes saudáveis para o bem - estar próprio e coletivo.

Danilo Santos de Miranda
Diretor Regional do SESC São Paulo


Palavras da Coordenadora
A necessidade de motivar as pessoas para uma vida ativa é reconhecida e discutida mundialmente pelos setores da sociedade e pelos governos, muito embora ainda a grande maioria de crianças, jovens e adultos permaneça em rotinas sedentárias, seja em países desenvolvidos ou nações emergentes.
Uma ampla variável de fatores influencia na adoção de práticas esportivas e, entre outros, podemos citar a falta de estímulos adequados, a ausência de políticas permanentes de incentivo e a carência de espaços públicos dedicados ao lazer e recreação.
Para aumentar o alcance dessa campanha pela saúde integral dos indivíduos, o Dia do Desafio propõe formas inovadoras e democráticas para levar a atividade física a todos os tipos de comunidades e de culturas, fundamentado na alegria, na diversão e na criatividade e ressaltando a arte do convívio, proporcionado pelo esporte.
Porém, sozinhos não conseguimos nos organizar para nosso próprio beneficio. O êxito desse projeto intercontinental deve - se aos órgãos municipais e aos coordenadores do Dia do Desafio, que assumem a responsabilidade de superar as distâncias que nos foram impostas em relação a nossos vizinhos e propõem a superação pessoal estimulando os cidadãos a encontrarem mecanismos capazes de promover a saúde, a integração e a unidade de ações para uma vida melhor.

Maria Luiza Souza Dias
Coordenadora do Dia do Desafio para o Continente Americano

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

DEIXE SEU RECADO!!

Ocorreu um erro neste gadget

visitas online

Ocorreu um erro neste gadget